Follow by Email

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

BOLSA DE MULHER

                                              Vinicius Nagem

Bolsa de mulher,
Inumeros mundos,
Um mundo qualquer,
Garfos, facas , colher
Um lenço blanc e vert,
Um isqueiro e um charuto
A fruta e o furto
Bendito fruto
A identidade não revela a idade
E o spray  renova os cotovelos
O pente ajeita os cabelos
Esperança que não morre
O baton derrete
A própolis escorre
Será ginseng, será botox
Mistura com o Prozac
Um celular a tocar
Tocou, parou, um bis
Um cartao do metrô , uma passagem para Paris
A meia calça que furou
Um bilhete do namoro que acabou
Mistério , sensações, 
Perfume, uma agulha de tricot
o ultimo preservativo que restou
Um carrousel de verdades
Um caminhao de mentiras
Um coquetel de vontades
O carnet que nunca acaba
A agenda que nunca vira
Um biquini para a praia
Uma calcinha para a nova saia
Uma chave que restou da briga
Um  chocolate com avelà
A  foto da cunhada e da irma
A vida passa e a bolsa vai
Transformando o ser
A bolsa vai e a vida fica
A bolsa é o seu poder...

Nenhum comentário:

Postar um comentário